A dança vai ser o destaque da programação da CAIXA Cultural Recife

A dança vai ser o destaque da programação da CAIXA Cultural Recife neste final de semana. A agenda começa no dia 17 com a estreia da curtíssima temporada do espetáculo Magna que tem sessões às 20h, na sexta-feira e no sábado (18). Os ingressos custam R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia entrada). No dia 18 é a vez de “Povo de Rua”ser apresentado pela primeira vez ao público. O projeto de dança afro-indígena-brasileira tem apresentação única, às 18h, é aberto ao público e a entrada é franca. A performance vai ocorrer no piso de vidro da Galeria 1 do prédio e na ocasião ainda haverá distribuição do mini catálogo com ilustrações elaboradas a partir da pesquisa de campo e um vídeo contando detalhes do processo de criação da bailarina e atriz, Aline Gomes.

 

Saiba mais dos espetáculos:

MAGNA

Nos dias 17 e 18 de maio, sempre às 20h, a CAIXA Cultural Recife vai receber duas sessões de Magna, espetáculo de dança que parte da história pessoal da bailarina Christianne Galdino para retratar a trajetória das milhares de pessoas que recebem o diagnóstico do câncer de mama. A cada ano, mais de 57 mil brasileiras são diagnosticadas com esta doença e a mãe da bailarina foi uma delas. O enredo tem o objetivo de mostrar a realidade sobre esse assunto ainda tão estigmatizado, também de estimular ações preventivas e de incentivar os pacientes a enfrentarem este processo de uma maneira mais leve, e, porque não dizer, mais alegre.

Magna vai retratar o momento do diagnóstico e as diversas reações, o tratamento e seus efeitos colaterais e as importantes armas no processo de cura: a fé, a autoestima e o amor. “Para contar todo esse processo de uma forma poética e até lúdica, decidimos utilizar várias técnicas de dança, do popular às danças de salão e também alguns números de mágica e tecido acrobático”, explica Christianne Galdino.

Serviço:

[Dança] Magna

Local: CAIXA Cultural Recife – Av. Alfredo Lisboa, 505, Bairro do Recife

Data: 17 e 18 de maio de 2019 (sexta-feira e sábado)

Horário: 20h

Informações: (81) 3425-1915

Ingressos: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia) – Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia – à venda a partir do dia 11 de maio (sábado)

Duração: 60 minutos

Classificação: Livre, mas direcionado para o público adulto

Capacidade: 121 lugares

Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais

 

POVO DE RUA

A arte afro-indígena-brasileira foi o objeto de pesquisa da atriz e pesquisadora, Aline Gomes, para montar a performance “Povo de Rua”. Com um período de dois anos e meio de vivência no Coletivo Mojubá, ela bebeu desta fonte para criar o projeto de pesquisa que durou pouco mais de um ano entre estudos e visitas a terreiros. O resultado será apresentado na CAIXA Cultural Recife, no dia 18 de maio, às 18h. Na ocasião também será exibido um vídeo com detalhes do processo de pesquisa, seguido da performance de dança e distribuição do mini catálogo com ilustrações elaboradas a partir da pesquisa de campo.

 

Aline Gomes é coordenadora geral do Coletivo Mojubá e se debruçou junto com o grupo para pesquisar fatos, modos, vivências desses “povos” da Região Metropolitana do Recife, e demais localidades, para catalogar personalidades e beber desta fonte no processo de criação para o mini catálogo e a performance. O resultado do trabalho traz os modos de sentir e viver dos personagens nas coreografias. Dentre os escolhidos para encenação e dança estão Exús, Pombas Giras, Ogum Xoroquê, Mestras e Mestras.

 

Serviço [Dança] Povo de Rua

Local: CAIXA Cultural Recife – Av. Alfredo Lisboa, 505, Bairro do Recife, Recife/PE

Octógono do Térreo

Data: 18 de maio de 2019

Horário: 18h

Informações: (81) 3425-1915

Bilheteria: ENTRADA FRANCA

Duração: 60 minutos

Classificação: 12 anos

Capacidade: 121 lugares

Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *