Consultas a um toque de distância – Startup disponibiliza atendimento via chat, ligação e vídeo

 

Os aplicativos possibilitaram várias mudanças no dia a dia das pessoas com o seu surgimento, mas essa revolução tecnológica começou desde os primórdios da internet. A tecnologia e a chegada da indústria 4.0 acrescentaram novas funções e profissões no mundo, como é o caso dos cientistas de dados e diversos outros profissionais, até mesmo quando não trabalhamos direto com alguma tecnologia.

Uma das áreas que avança junto à tecnologia é a medicina, ramo de atuação da Cuidas. A healthtech foi criada com o intuito de melhorar a atenção e o acesso a saúde dos colaboradores de empresas privadas no Brasil. Atuando em São Paulo e com uma cartela diversificada de clientes, a startup conecta seus médicos aos pacientes das empresas credenciadas via aplicativo.

Com este aplicativo, o colaborador tem vários benefícios e o mais importante deles: evitar a procura desnecessária de um atendimento no pronto socorro sem perder horas para ser atendido. Atendendo às recomendações diminuir a exposição nestes locais onde existem diversas doenças e infecções que podem ser contagiosas principalmente em casos de pessoas especialmente vulneráveis como idosos, crianças ou portadores de doenças crônicas.

Mas, fato é que com planos de assinaturas mensais, sem burocratização e com uma experiência de usuário totalmente focada no digital, plataformas assim têm afetado o mercado de saúde e, principalmente, ocupado o espaço de planos de saúde tradicionais.

Segundo dados internos levantados pela startup somente no mês de janeiro cerca de 40% dos funcionários das empresas clientes da healthtech procuraram ajuda dos médicos da startup via chat, os outros 60% foram atendidos no próprio escritório. Em fevereiro, a porcentagem também foi aproximada ao mês anterior e o número da procura do auxílio médico via chat cresce a cada mês.

Durante a crise do Coronavírus, acredita-se que muitos dos nossos hábitos sobre a procura de ajuda médica mudarão, aliadas à empatia e responsabilidade social. Empresas estão tomando medidas de emergência para diminuir o impacto da doença no país e registrar um número menor do que o esperado para a contaminação de pessoas no Brasil. O infectologista e coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus no Estado de São Paulo, David Uip confirmou que somente na grande São Paulo estima-se que cerca de 45 mil paulistanos serão infectados pelo Covid-19.

Além disso, a healthtech desenvolveu um hotsite especial com informações atualizadas diariamente com instruções de como e quando procurar um médico, detalhes sobre os grupos de risco, dicas para prevenção nas empresas que não podem liberar os funcionários para home office (hospitais, comércios e outros estabelecimentos) e como se prevenir sozinho, automaticamente ajudando na prevenção desse vírus.

Lembrando também que as indicações para todo e qualquer indivíduo que estiver com os sintomas parecidos com os de uma infecção por coronavírus, este mesmo deve se preocupar as principais queixas das pessoas diagnosticadas que são febre alta e dificuldade de respirar. Caso você não esteja com estes sintomas, é aconselhável se tratar em casa diminuindo as chances de realmente se contaminar ou contaminar outras pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *