Cuidados com a pele das crianças no verão

Incidência dos raios solares são mais intensas nessa época e podem causar doenças de pele

A estação mais aguardada do ano chegou e com ela os cuidados com a pele precisam ser redobrados. A pele é a principal responsável por proteger nosso corpo de fatores externos, como: calor, luz e controlar a temperatura.

Para reforçar os cuidados, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e Sociedade Brasileira de Pediatria promovem campanhas de conscientização como o “Dezembro Laranja” e o “Guia de Fotoproteção na Criança e Adolescente”, com o objetivo de informar sobre cuidados com a pele e alertar sobre o câncer de pele, muitas vezes, causado por exposição excessiva à luz solar.

O câncer de pele é um tumor maligno, provocado pelo crescimento desregulado das células que compõem a pele. Está é a doença com maior incidência no Brasil, com cerca de 180 mil novos casos por ano. Quando descoberto no início tem 90% de chance de cura, porém evitar o problema é ainda melhor. Por isso, a melhor forma de reduzir o risco, é ter alguns cuidados habituais. Confira as dicas que o Dr. Gentil Alves, Médico Pediatra e Diretor de Relações com o Mercado da Amparo Saúde, separou:

• Manter a pele limpa e hidratada

Tomar, pelo menos, dois banhos por dia e manter a pele livre de suor e poluição. Procure manter as partes secas do corpo hidratadas com creme ou óleos de pele. Dê preferência sempre por água morna, banhos muito quentes ressecam ainda mais a pele

• Usar protetor solar diariamente

Manter a aplicação do protetor solar todos os dias, com reforço de 3 em 3 horas, independente de exposição direta ao sol, pois a luz branca também pode agredir a pele.

• Evitar a exposição direta ao sol

Evite exposição direta ao sol durante as horas mais quentes do dia, entre as 10 e as 16 horas.

• Não se depilar no dia de tomar sol

Os pelos têm a função de proteger a pele, mas ainda geram incômodo em mulheres e homens. No verão, um cuidado importante é fazer a depilação com pelo menos 48 horas de antecedência, para evitar a aparição de manchas escuras.

• Tomar banho de água doce quando sair da água salgada

A água salgada causa irritação, secura e fissuras que podem propiciar a entrada de microorganismos na pele. Por isso, é importante lavar a pele com água doce para retirar o sal e a areia.

• Evitar tratamentos de pele no verão

Evitar tratamentos a laser e produtos químicos que deixam a pele sensível e exposta. A esfoliação é importante para eliminar as células mortas, mas deve ser feita com cuidado e apenas uma vez por semana.

• Manter alimentação com carotenoides, alimentos ricos em pigmentação

Ingerir alimentos que contêm carotenóides como cenoura, abóbora, mamão, maçã e beterraba, mantém a pele saudável e parecem ter efeito preventivo sobre o aparecimento do câncer de pele.

• Beber bastante água

Para evitar a desidratação que pode provocar intensas dores de cabeça, boca e pele seca, é importante beber cerca de dois a três litros de água por dia.

• Usar roupas de algodão e acessórios para proteção

Roupas mais confortáveis e leves podem evitar o suor em excesso e a irritação da pele. Bonés, chapéus e até mesmo roupas com proteção solar são bons acessórios para se proteger do sol.

• Evitar uso prolongado de roupas molhadas

Realizar sempre trocar de roupas ao dia, pois manter o traje úmida em contato com a pele por um longo período pode propiciar a proliferação de fungos e bactérias, gerando doenças.

Tipos de doenças de pele:

A exposição ao sol, areia, praia e piscina combinados com o excesso de suor elevam o risco de algumas doenças de pele. Entenda:

• Micoses: são infecções causadas por fungos, que atingem a pele, unhas e cabelos. A doença pode atingir crianças, jovens, adultos e idosos. Vale lembrar que a melhor forma de evitar a proliferação do fungo é manter a pele limpa e seca, sem contato direto com o chão ou locais sujos.

• Brotoejas: são pequenas bolinhas avermelhadas ou bolhas esbranquiçadas, que podem ou não apresentar coceira. A doença é muito comum em bebês, mas pode aparecer em crianças e adultos. A melhor forma de evitar o problema é usar roupas leves e soltas, além de manter a pele seca.

• Acne solar: são erupções da pele provocada pelo aumento da oleosidade natural da pele, causada muitas vezes pelo excesso de poluição e radiação solar. O ideal é lavar o rosto com sabonete adequado, manter a pele limpa e utilizar filtros solares com base aquosa ou em gel, propícios para diminuir ou controlar a oleosidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *