Descubra a diferença entre os tipos de álcool 

Tipo isopropílico ou isopropanol tem uma finalidade mais específica para o uso de aparelhos eletrônico 

Passado alguns meses do início da pandemia, muitas pessoas ainda se confundem no modo de usar os três tipos de álcool na hora de higienizar os objetos. O álcool líquido 70 inpm, o em gel 70 inpm e o álcool isopropílico têm a mesma finalidade de higienização de superfícies, removendo sujeiras e evitando riscos de contágios de doenças. Mas, cada um deve ser utilizado de uma maneira diferente para não danificar os objetos.  

Entre os três tipos de álcool, o isopropílico ou isopropanol tem uma finalidade mais específica para o uso de aparelhos eletrônico devido às características de eliminar germes e sujidades de superfícies, sem danificar os componentes eletrônicos. “Nos últimos meses tem sido cada vez mais frequente, celulares danificados ou até quebrados por causa do uso indevido do álcool 70% no lugar do isopropílico, que é o tipo indicado para aparelhos eletroeletrônicos”, explica a diretora administrativa da Valença Química, Carla Coelho.  

Na hora de higienizar, é necessário que a limpeza seja feita preferencialmente com o uso de um papel descartável umedecido com o álcool, e que seja passado sempre com movimentos suaves. Tudo isso deve ser feito com o aparelho desligado em todo o processo de higienização. Quando se fala em cartões de crédito, também é indicado o uso do álcool isopropílico, mas deve-se ter cuidado para não passar na região do chip, uma vez que pode haver uma reação e danificar o mesmo. 

Já os sapatos e bolsas, a atenção deve ser redobrada. É indicado conhecer quais os materiais utilizados para a fabricação do objeto, já que existem superfícies sensíveis ao álcool e podem ser danificadas. Caso o material não seja conhecido, o ideal é higienizar com um sabão neutro, garantindo a remoção de sujidades e evitando contaminações por doenças. 

Para o uso pessoal, o álcool no seu formato em gel ou líquido são os mais indicados, sendo o álcool gel mais adequado para a higienização das mãos, pelo seu maior tempo de contato com a pele. Já o líquido é ideal para superfícies, porém, o álcool líquido 70% também pode ser utilizado para as mãos. De acordo com o químico da Valença Química, Caio Philippe, é preciso ter cuidado com o tempo para repetição, uma vez que o produto evapora mais rapidamente, deixando a pele exposta mais tempo. “Devemos evitar utilizar o álcool em superfícies sensíveis ao produto, como superfícies envernizadas, enceradas, pintadas, laqueadas e esmaltadas”, comenta. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *