Designer de interiores Giseli Koraicho ensina como usar espelhos para valorizar a decoração

 

À frente do escritório Infinity Spaces, a profissional explica detalhes para a aplicação dessa peça tão essencial no décor dos ambientes

 

A parede com duplo pé-direito de 4,75m de altura foi completamente revestida de espelho. O recurso proporcionou ainda mais amplitude para o living, além de trazer sofisticação dentro da proposta de decoração realizada pelo escritório | Projeto Infinity Spaces | Foto Eder Bruscagin

 

Mais do que um clássico na decoração, o espelho é uma peça essencial em muitos ambientes. Além de refletir a imagem de uma pessoa – quem não gosta de dar aquela conferida no look antes de sair, não é mesmo? – este elemento cumpre funções muito valiosas na composição de uma residência. Em linhas gerais, contribui para a sensação de amplitude, já que por natureza o ser humano se sente restrito em espaços pequenos, e é um aliado para uma iluminação mais abrangente.

Pensando nas vantagens, indicação de onde posicioná-lo e os cuidados com o espelho, além de todos os benefícios na composição do décor, a designer de interiores Giseli Koraicho, do escritório Infinity Spaces, explica como, por meio de seus projetos, alinhar funcionalidade e estética.

 

  1. Onde colocar o espelho?

No projeto da sala de jantar, os pendentes promovem a iluminação sob a mesa. O amplo espelho instalado na moldura de madeira cumpre a dupla função de ampliar e garantir maior luminosidade ao ambiente | Projeto Infinity Spaces | Foto Eder Bruscagin

 

É muito comum encontrá-lo em banheiros, closets e quartos, mas a versatilidade do espelho permite sua utilização em vários ambientes de formas bem diferentes. A profissional explica que ele pode ser eleito para compor um espaço junto a um lustre ou pendente, contanto que a lâmpada não esteja aparente para não refletir os raios de luz. A combinação do espelho com o projeto de iluminação contribui para que ele realize sua função de refletir a luz por todo ambiente.

Ele pode ser posicionado em paredes localizadas em frente às portas ou janelas, aumentando a sensação de profundidade e produzindo maior luminosidade. Para atingir os mesmos resultados, o espelho também é empregado como revestimento de móveis e paredes.

O espelho pode ser ainda mais favorável em ambientes menores, porém de uma maneira geral ele também pode marcar presença em projetos maiores. Aprecio a beleza que agrega ao décor”, reforça a designer de interiores.

 

  1. Onde evitar?

Algumas posições não são indicadas para o espelho, já que ele pode tirar a concentração, como na sala de TV. O reflexo tira a atenção – até do programa favorito do morador – e acaba causando desconforto nos olhos e dor de cabeça.

 

  1. Como usar o espelho como peça principal?

 

O hall de entrada recebeu uma bancada para os itens decorativos e o espelho contribui para ampliar a pequena área | Projeto Infinity Spaces | Foto Eder Bruscagin

 

A versatilidade decorativa do espelho permite o seu protagonismo em muitos espaços, como no hall de entrada. Nesse caso, a opção de colocá-lo com moldura segue alinhada com o conceito do projeto. “As versões mais rebuscadas são usuais no estilo clássico, mas para algo mais moderno, os espelhos sem molduras ficam belíssimos também”, revela Giseli Koraicho.

Além da moldura, o espelho pode receber acabamento em sua borda para deixá-lo mais leve e sofisticado, o bisotê.  O modelo bisotado tem o poder de deixar o ambiente clean, trazendo uma elegância que faz diferença no décor, como em uma parede na sala de jantar.

A composição dos três espelhos pendurados reforça o estilo e a personalidade do morador | Projeto Infinity Spaces | Foto Eder Bruscagin

Para um ambiente social e contemporâneo podemos recortar o espelho em vários formatos, deixando o espaço muito criativo e personalizado”, conta Giseli. O importante é que o espelho siga o estilo adotado e valorize o projeto!

 

  1. Sem Exageros

É possível ter um projeto cheio de espelhos, mas é necessário cautela. Sem a experiência de um profissional especializado, corre-se o risco de escorregar no seu uso em demasia. Coerência é a palavra-chave!

A sobreposição de muitos espelhos pode gerar desconforto com o excesso de imagens refletidas. Além disso, Giseli chama atenção e reforça para as molduras, que também podem cair no pacote do excesso. “A decisão pelo modelo deve seguir o conceito do ambiente, não tem como fugir disso”, lembra.

 

  1. Hora da limpeza

Para prolongar a vida e a função do espelho é válido considerar produtos específicos para não manchar, nem danificar a peça. “Sempre recomendo para meus clientes que, antes de aplicar um produto de limpeza, é importantíssimo retirar a poeira antes”, finaliza Giseli.

 

Sobre Infinity Spaces Arquitetura e Interiores

Giseli Koraicho, designer de interiores formada pela Panamericana de Arte e Design, à frente da empresa Infinity Spaces, que atua na área de projetos de arquitetura e design de interiores, junto com sua equipe de arquitetos, que tem como principal meta tornar sonhos em realidade.

Atuante no mercado residencial e corporativo, Giseli, tem como principal objetivo manter-se sempre atualizada e em constante aprimoramento profissional. Só assim, acredita ela, conseguimos bem atender e superar expectativas. Cada projeto é encarado como único e é sempre um novo desafio – “Nada melhor após a conclusão de um projeto, sentir e comprovar que meu cliente sente-se acolhido no ambiente projetado e, mais do que isso, que sua personalidade está marcada dentro de cada um dos espaços”, diz a profissional que vem atuando no mercado há mais de cinco anos.

No mercado corporativo, Giseli, desenvolveu projetos para grandes empresas do mercado de escritórios, como a Infinity Officing Network (HQ Global Workplaces), que demanda não apenas ambientes personalizados, mas infraestrutura e total capacidade de adaptação de espaços de acordo com cada cliente.

“Escritórios são extensões de nossas residências, por isso o bem estar e a funcionalidade nesses locais devem ser tratados como prioridade na execução de um projeto. Hoje, passamos a maior parte de nosso tempo trabalhando e, por isso, sentir-se bem no seu ambiente de trabalho é essencial.”, acredita Giseli, que mantém seu foco nas necessidades individuais de cada empresa e na personalização de cada projeto corporativo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *