Destravando negócios disruptivos dentro da lei

Time de advogados especialistas do Queiroz Cavalcanti Advocacia vai abordar, quinta (3), temas como proteção de dados e como o aspecto jurídico pode impactar a auxiliar empresas, startups, investidores e relação com o poder público

Nem só de falta de investimentos, busca de novas tecnologias e desafios vive o mundo disruptivo. Se tem um aspecto que não pode passar batido é a questão jurídica. Afinal de contas, praticamente tudo é amarrado – e precisa ser feito – via contrato. Isso para tudo ficar claro no papel com os direitos e obrigações de contratante e contratado. Sem falar que é importante as partes ficarem resguardadas diante de qualquer eventual desacordo futuro.

Temas como esses serão abordados quinta (3) por advogados especialistas do Queiroz Cavalcanti Advocacia (QCA), durante o REC’n’Play, com foco principalmente em startups e scale-ups. O escritório pernambucano vai levar um time de advogados especialistas e ligados a negócios e inovação para tratar temas como proteção de dados, de que maneira a questão jurídica pode impactar no mundo das startups e soluções práticas para os negócios disruptivos.

Outros pontos importantes são a transparência e segurança que o empreendedor precisa ter na hora de prestar serviços, fechar algo com fornecedor, contratar alguém ou até mesmo saber a parte que cabe dos sócios no negócio, por exemplo. Porque senão, pode haver multas, penalidades e muita coisa chegar aos tribunais e se arrastar por anos.

Cruzando fronteiras

Mais que isso, é importante o empreendedor saber as legislações estaduais ou até mesmo fora do Brasil que precisam ser seguidas quando o produto ou serviço cruza fronteiras. Outros aspectos relevantes que também precisam ser levados em consideração é a governança, a proteção de dados, o sigilo de determinadas informações do empreendimento, a ética na relação com o poder público, entre outros.

O festival é gratuito e acontece de quarta (02/10) a sábado (05/10), com mais de 300 atividades em 18 espaços, do Bairro do Recife, e envolverá temas ligados à tecnologia, economia criativa e cidades inteligentes.

#Confira paines, pitches e mesas redondas ligadas à questão jurídica e negócios:

#Quinta (03) – no Auditório do Centro de Artesanato de Pernambuco

 *Horário: 10h às 12h

 -Dados são o novo petróleo?

Especialistas em diversas áreas do direito esclarecem as relações jurídicas entre startups, grandes companhias, investidores e poder público.                         

Alexandre da Fonte // Da Fonte Advogados

Isabelle Rufino // Da Fonte Advogados

Victor Melo // Da Fonte Advogados

Haim Mesel // TRIAXIS

Eduardo Ferreira Lima // AVANTIA

José Carlos Cavalcanti

*Horário: 12h15h às 14h

-Startups: a hora da escalada

Especialistas em diversas áreas do direito esclarecem as relações jurídicas entre startups, grandes companhias, investidores e poder público.

 Camila Oliveira // Queiroz Cavalcanti Advocacia

Leonardo Maciel // Queiroz Cavalcanti Advocacia

Lucas Cunha // Queiroz Cavalcanti Advocacia

Grace Medeiros// Da Fonte Advogados

Isabelle Rufino // Da Fonte Advogados

Simony Braga // Da Fonte Advogados

*Horário: 14h às 15h

Da mesmice à inovação

Ana Pellegrini e Manuela Moura, provocadas por Breno Jaruzo, debaterão sobre como ser agente de transformação através de engajamento radical com a sociedade.

Manuela Moura// Queiroz Cavalcanti Advocacia

Breno Jaruzo// Queiroz Cavalcanti Advocacia

Ana Pellegrini // Uber

*Horário: 15h às 16h

-Entre Negócios Inovadores e Direito: muros ou pontes

Empresários e especialistas de direito debaterão sobre o abismo aparentemente existente entre o Direito e os negócios disruptivos, apresentando soluções práticas de adequação.

Emília Belo // Queiroz Cavalcanti Advocacia

Gabriela Figueiras // Queiroz Cavalcanti Advocacia

Geilson Salomão // Queiroz Cavalcanti Advocacia

Danilo Canuto// Revpar

Edisio Pereira// Z.ro Bank

*Horário: 16h às 18h

Proteção de dados pessoais: os desafios da nova legislação

Profissionais de diferentes ramos comentam os impactos da nova Lei Geral de Proteção de Dados que entra em vigor ano que vem e prevê desde advertência a multas altíssimas a empresas, em caso de vazamento e uso inadequado de dados pessoais de clientes.

Bruna Mattos // Queiroz Cavalcanti Advocacia

Carlos Sampaio // CESAR

Larissa Cahú // Da Fonte Advogados

Marcelo Bronzatti // Neurotech

Rodrigo Paiva // Pickcells

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *