Dieta durante o tratamento contra o câncer?

Durante o tratamento contra o câncer, seja com quimioterapia, radioterapia ou imunoterapia, alguns dos efeitos colaterais que o paciente pode ter são náuseas, mudança no paladar e falta de apetite. Além do mal estar, esses sintomas podem atrapalhar na alimentação do paciente e isso requer uma atenção maior na escolha dos alimentos escolhidos para o consumo.  Para não perder nutrientes, Cristina Albuquerque, nutricionista da Multihemo, dá algumas dicas para ter uma dieta balanceada.

 Para quem está passando pelo tratamento contra a doença, o ideal é consumir grãos integrais (farelo de aveia, farinha de linhaça, arroz integral), salmão, sementes oleaginosas (castanhas, nozes, amêndoas), frutas como abacate, banana, vegetais verdes escuros – boa fonte de fibras, fonte de cálcio e ricos em vitamina A, C e K – leite e derivados. “É importante evitar embutidos como salsicha, presunto, alimentos industrializados em geral e açucares refinados em excesso”, reforça a nutricionista.

Foto: Reprodução

A dieta para cada paciente deve ser feita de forma individualizada, de acordo com os sintomas de cada um. Isso se deve por causa das alterações no paladar, náuseas e mucosite, feridas na boca ou no trato intestinal causadas durante o tratamento. No geral, o ideal é reduzir os condimentos fortes nas preparações da comida, evitando temperos e ofertando mais alimentos caseiros e leves (frutas, sucos, saladas, iogurtes naturais).

Outra maneira de tentar driblar os efeitos colaterais é fracionar as refeições. Comer pouco, várias vezes por dia, ajuda a diminuir a ânsia de vomito e ajuda a melhorar o apetite. Além disso, é importante variar no cardápio e ofertar alimentos gelados para ajudar no enjoo. Para saber qual é a carência nutricional do paciente, o indivíduo deve procurar por um profissional para ter a dieta que melhor se adeque a sua necessidade.

%d blogueiros gostam disto: