‘Filho de Saul’ é premiado como melhor filme estrangeiro no Globo de Ouro 2016

Longa da Sony Pictures que estreia em 4 de fevereiro no Brasil aborda a rotina de trabalho de um prisioneiro judeu no campo de concentração de Auschwitz

Filho de Saul - Foto: Sony Pictures
Filho de Saul – Foto: Sony Pictures

Com estreia agendada para 4 de fevereiro, o filme húngaro “Filho de Saul” foi premiado com a estatueta de melhor filme estrangeiro na 73ª cerimônia do Globo de Ouro, realizada nesse domingo, em Los Angeles. Estrelado por Géza Röhrig, estreante nos cinemas com este trabalho, o drama com direção e roteiro assinados por László Nemes, trata da rotina de um judeu obrigado a trabalhar para os nazistas, e, em meio às dificuldades desse trabalho, ele reconhece entre os mortos o corpo de seu próprio filho. A distribuição é da Sony Pictures.

O filme já havia sido premiado na última edição do Festival de Cannes com o Grande Prêmio do Festival e também no Festival de New York, como melhor filme estrangeiro.

Sinopse:
Saul Ausländer (Géza Röhrig) é um membro húngaro do Sonderkommando, o grupo de prisioneiros judeus que foram isolados do acampamento e são forçados a ajudar os nazistas no maquinário de extermínio em grande escala. Enquanto trabalha em um dos crematórios, Saul descobre o corpo de um menino que ele identifica como sendo de seu filho. Como o Sonderkommando planeja uma rebelião, Saul decide realizar uma tarefa impossível: salvar o corpo da criança das chamas, encontrar um rabino para recitar o Kadish e oferecer ao menino um enterro apropriado.

Direção: László Nemes
Elenco: Géza Röhrig, Levente Molnár, Urs Rechn, Sándor Zsótér e Christian Harting
Duração: 107 minutos
Previsão de estreia: 04/02/2016

%d blogueiros gostam disto: