Molho Barbecue: Um dos mais pedidos do mundo

O alemão Henry John Heinz pode ter sido o responsável pela criação do molho barbecue, mas a origem da iguaria não poderia ser mais americana, isso porque Heinz teve a ideia de fazer o molho à base de tomate e especiarias nos Estados Unidos, na cidade de Pittsburgh, onde a sua família vendia os molhos e conservas que a sua mãe fazia quando ele ainda era criança.

Com o crescimento rápido dos negócios, Heinz criou, em 1869, a Heinz & Noble, em parceria com Clarence Noble, e passou a vender as conservas de repolho caseiras, além de iniciar o processo de fabricação de mostarda. A partir daí, não demorou muito para consagrar a marca Heinz que, ainda hoje, tem o ketchup, a mostarda e o molho barbecue mais reconhecidos do mundo.

Foto: Reprodução/4 Comunicação
Foto: Reprodução/4 Comunicação

Com seu sabor defumado e levemente adocicado, o molho barbecue é usado, principalmente, no preparo de carnes assadas, mas nada impede que ele seja incluído em outros pratos, como pizzas e hot dogs. Para o gastrônomo e empresário Gustavo Veiga, a frente do Dog On The Road, o molho é ideal para trazer uma dose extra de sabor ao já tradicional cachorro-quente. “Não precisa de muito. A montagem simples, com pão, salsicha e batata palha já ganha uma nova roupagem”, comenta Veiga, que investe no molho para o hot dog nomeado carinhosamente de “Rota 66”, em homenagem à famosa rodovia americana. O cachorro-quente é montado no pão artesanal de cenoura e vem recheado com duas salsichas hot dog, e batata palha, além de outros dois molhos, o de tomate e o cheddar.

Rota 66, do Dog On The Road - Foto: Divulgação
Rota 66, do Dog On The Road – Foto: Divulgação

Quanto à receita do barbecue, os ingredientes e o modo de preparo variam de região para região, mas Veiga pontua que alguns ingredientes são comuns a todas, como o molho de tomate; um ingrediente ácido, que pode ser vinagre, mostarda ou suco de limão; especiarias, como pimenta, cuminho e outros temperos em pó; e um ingrediente doce, podendo ser mel, açúcar, ou alguma coisa variente. O nome também é outro mistério, há quem diga que ele tem origem francesa, “barbe à queue”, que fazia referência às carnes assadas inteiras no espeto, e há quem afirme que a origem é, de fato, americana e data da época do descobrimento do país, já que o molho teve origem na palavra “barbacoa”, termo usado pelos nativos da América Central para designar a carne assada sobre braseiros, em buracos no chão. Seja como for, não há como discordar, o molho barbecue é daqueles tão populares e deliciosos que vai bem com quase tudo e é capaz de agradar até o mais difícil dos paladares.

 

%d blogueiros gostam disto: