Previna-se: conheça os alimentos que aumentam a imunidade do corpo

Descoberto no final de dezembro do ano passado, após casos registrados na China, o Coronavírus (Covid-19) tem se espalhado pelo globo. No último dia 12 de março, a Secretaria de Saúde de Pernambuco confirmou os dois primeiros casos no Estado e muita gente está preocupada sobre como se proteger da doença.

Segundo a Dra. Fernanda Mossumez, Prof. do Depto. de Medicina Clínica da UFPE, especialista em Nutrologia e Medicina da Longevidade, é muito importante que as pessoas não entrem em pânico: “Este vírus tem baixo grau de letalidade e só causa problemas graves em grupos como população idosa, ou que já tem alguma doença crônica, como diabetes. Pessoas saudáveis têm total condição clínica de combatê-lo.” – explica. E continua: “Mas, como em qualquer caso, é interessante prevenir. Cuidar bem da alimentação, reforçar a imunidade é uma orientação mais do que válida.” – explica. Ainda segundo a Dra. Fernanda, a melhor maneira de manter o sistema imunológico em dia é se alimentar corretamente, manter a hidratação e praticar exercícios físicos: “Esta é a recomendação para todos, durante toda a vida. Uma rotina equilibrada reforça as defesas do corpo” – avisa.

COMA DIREITO – No quesito alimentação, a nutróloga lista alguns alimentos são verdadeiros aliados. “Limão, acerola, goiaba, mamão, tangerina e laranja têm grande quantidade de vitamina C. Frutas vermelhas, amora, mirtilo, groselha, morango, goji, cereja, açaí e jabuticaba, também são opções ricas em antioxidantes e nutrientes que favorecem o sistema imunológico. Também é preciso consumir alimentos como carnes e vegetais verde-escuros, que ajudam na absorção da vitamina C. Salmão e sardinha são ricos em ômega 3 e ácidos graxos insaturados, que são anti-inflamatórios naturais, assim como o própolis e a cúrcuma.” – informa. E tem ainda aqueles alimentos dos quais é melhor passar bem longe: “Frituras, doces, salgadinhos, embutidos e qualquer produto ultraprocessado e industrializado não devem constar no cardápio de quem quer estar saudável. São realmente muito prejudiciais, tanto quanto o cigarro.” – avisa a médica.

SUPLEMENTOS MULTIVITAMÍNICOS – Quem come direito, se exercita, não fuma e não tem nenhuma deficiência prévia, causada por questões clínicas, não precisa se preocupar em comprar as várias opções de multivitamínicos disponíveis no mercado. “Suplementos alimentares devem ser tomados apenas em caso de prescrição médica. Se for o caso, o suplemento será produzido e administrado especificamente para suprir a necessidade do paciente. A necessidade de suplementar só é definida depois de uma consulta e de exames que vão apontar a necessidade individual de cada um. A partir daí, será definido SE e o que o paciente deve suplementar. O surgimento de um vírus como o Covid-19 por sí só não justifica investir nesses produtos.” – orienta a médica.

CUIDE-SE – Além de dar um gás na nutrição para ajudar na imunidade, convém reforçar a orientação das autoridades em Saúde para se proteger do vírus:  lavar as mãos frequentemente com água e sabonete. Se não for possível lavar, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool. Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas; evitar contato próximo com pessoas doentes; ficar em casa se estiver doente; cobrir boca e nariz ao tossir e espirrar: o ideal é usar um lenço descartável, que deve ser logo jogado no lixo.

Serviço:

Dra. Fernanda Mossumez – CRM 12406-PE

Prof. do Dept. de Medicina Clínica da UFPE, Doutora em Cirurgia Geral, Especialista em Especialista em Medicina da Longevidade, Modulação hormonal, Nutrologia, Ortomolecular e Medicina Estética

Endereço: RioMar Trade Center – Torre A, sala 2710 – Av. República do Líbano, nº 251 Recife – PE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *