Notícias

Cirurgiã cardiovascular alerta para os cuidados com o coração no inverno

Com a chegada do inverno e as temperaturas mais baixas, especialmente abaixo dos 14 graus celsius, é importante redobrar a atenção com a saúde. Embora os cuidados geralmente se voltem para as doenças respiratórias, como gripes e resfriados, é fundamental saber que o inverno também está associado a um aumento nos casos de problemas cardiovasculares.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia, o frio pode aumentar o risco de acidente vascular cerebral (AVC) e infarto em até 30%. “A saúde do coração pode ser significativamente afetada durante o inverno devido a várias razões. A exposição ao frio provoca vasoconstrição, o que aumenta a pressão arterial e força o coração a trabalhar mais para bombear o sangue, a fim de manter a temperatura corporal, elevando assim o risco de eventos cardiovasculares como infartos e derrames”, alerta a cirurgiã cardiovascular do Real Instituto de Cirurgia Cardiovascular (Ricca), Dra. Fabiana Oliveira.

Além disso, as baixas temperaturas coincidem com as férias escolares, e podem reduzir também a prática de atividades físicas, aumentar o consumo de alimentos mais gordurosos e calóricos, que pode descompensar condições preexistentes como pressão arterial alta ou colesterol aumentado no sangue, todos fatores de risco conhecidos para doenças cardíacas. As infecções respiratórias, comuns no inverno, também podem sobrecarregar o coração. A gripe, por exemplo, pode exigir um gasto maior de energia devido aos quadros febris e também agravar doenças cardíacas existentes.

Os problemas cardiovasculares mais comuns durante o inverno incluem: infarto, angina (dor no peito ocasionada pela isquemia), isquemia (redução do fluxo sanguíneo no coração), arritmia (batimentos cardíacos fora de ritmo), e acidente vascular cerebral (AVC) (rompimento ou entupimento de vasos sanguíneos que transportam sangue ao cérebro).

Portanto, segundo a especialista, é essencial manter atualizadas as vacinas para as viroses sazonais, manter uma alimentação saudável, usar roupas adequadas para o inverno, além de não esquecer da prática de atividades físicas, essas são medidas importantes para proteger o coração durante o inverno”, conclui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *