Notícias

Festival Virtuosi chega a Garanhuns e Gravatá celebrando o legado do maestro Clóvis Pereira e os 80 anos de Ana Lúcia Altino

Um dos festivais de música erudita mais importantes do país, que populariza a música
clássica com concertos gratuitos de renomados instrumentistas brasileiros e internacionais,
o Virtuosi anuncia duas novas edições no Agreste de Pernambuco. Em Garanhuns, o
‘Virtuosi na Serra’ volta à programação do Festival de Inverno de Garanhuns após 16 anos
em cartaz e um hiato em 2023. Os nove concertos da 17ª edição acontecem de 19 a 27 de
julho, na Capela do Seminário São José. Em Gravatá, o 14º Virtuosi levará cinco concertos de
30 de julho a 3 de agosto, à Igreja Matriz de Sant’Ana.

Esta temporada fará belas e emocionadas celebrações. Em homenagem ao maestro Clóvis
Pereira (1932-2024), figura essencial para a difusão da música de concerto pernambucana,
em especial para o Movimento Armorial, a etapa de Garanhuns oferecerá apresentações em
memória do regente. Já na abertura, Clóvis Pereira Filho será solista em concerto com a
Orquestra Jovem de Pernambuco – o programa traz obras de Clóvis Pereira, como ‘Três
Peças Nordestinas’. Em Gravatá, os 80 anos da pianista Ana Lúcia Altino, fundadora e
diretora musical do Virtuosi, solista de grandes orquestras do país, responsável pelo
ressurgimento do movimento musical da Paraíba, serão festejados com encontro que
reunirá, pela primeira vez, 17 integrantes da Família Altino Garcia. Entre eles, filhos
instrumentistas com carreira no exterior, nora, genro e netos. Apresentarão programa
festivo, incluindo peças que Ana Lúcia ganhou de presente de grandes músicos brasileiros,
como o compositor paraibano Eli-Eri Moura e a pianista carioca Marisa Rezende, que
escreveu ‘Pequenos Gestos para Ana Lúcia, Rafael, Rafaell e Leonardo’.

“Continuo trabalhando, produzindo e, melhor ainda, voltei a tocar há dois anos, depois de
uns dez parada. Sinto que é um presente viver bem, fazendo o que eu quero e o que eu
posso, criando rodeada daqueles que mais amo, minha família, filhos e netos. Só lamento
muito a tristeza de não compartilhar toda essa alegria com Rafael (o maestro Rafael
Garcia, falecido em 2021, fundador do Virtuosi com Ana Lúcia). Ele teria cumprido os 80
anos em maio, este ano também, e estaríamos certamente agora comemorando juntos”, diz
Ana Lúcia. “Vamos estar quase a família completa. Dos 27 integrantes, teremos 17. Nossa
grande festa será fazendo o que gostamos: música. Essa é minha alegria, meu orgulho.”

VIRTUOSI NA SERRA, GARANHUNS – A abertura do 17º Virtuosi na Serra, dia 19 de
julho, será com a Orquestra Jovem de Pernambuco, tendo como solista o violinista Clóvis
Pereira Filho, que, formado no Conservatório Pernambuco de Música, migrou para a Europa,
fundou a Villa-Lobos Kvartet, trabalhou com os mais renomados maestros do mundo e é
solista na Orquestra Sinfônica Brasileira. O concerto será em memória do maestro Clóvis
Pereira, seu pai, falecido em junho, e traz as obras ‘Concertino para Violino e Orquestra’ e
‘No Reino da Pedra Verde’, ‘Aboio’ e ‘Galope’, de ‘Três Peças Nordestinas’, todas de autoria
do regente.

Em 20 de julho, sobe ao palco o recifense Ensemble Vocal Cantamus e o Collegium Musicum
do Recife, sob a regência de Gilson Celerino, com duas obras: uma de Bach e outra de Vivaldi
para coro e orquestra. Dia 21, o coro de câmara do Recife Contracantos, regida por Flávio
Medeiros, mescla música sacra e profana com composições de brasileiros como Gilberto Gil,
Chico Buarque e Dorival Caymmi. A violinista e rabequeira Paula Bujes é atração de 22 de
julho, com o tradicional do violino como música autoral. Gaúcha radicada no Recife, ela
reinventa seu virtuosismo na efervescência cultural da cidade. Dia 23, é a vez do Quinteto
Pernambucano com repertório completo das obras do maestro Clóvis Pereira. Faz parte do
programa ‘Frevo’, ‘Ponta de Lança’, ‘Príncipe Alumínio’, entre outras. O Quinteto
Pernambucano, grupo de cordas friccionadas, foi fundado em 2017, nos 85 anos de Clóvis
Pereira, por Clóvis Pereira Filho, inquieto devido à falta de reconhecimento a seu pai.

O pianista gravataense Luis Felipe de Oliveira, solista de importantes orquestras brasileiras,
apresenta dia 24 de julho o programa ‘O Piano Romântico’, com títulos de Chopin, Brahms e
Liszt. Aos 27 anos, detém importantes prêmios em concursos nacionais e fora do Brasil. Dia
25, o Virtuosi recebe o violonista eslovaco Adam Marec, que traz repertório de compositores
da Eslováquia, além de João Pernambuco, o ‘Poeta do Violão’. Dia 26 de julho, o Duo Altino,
formado pelo violoncelista Leonardo Altino e sua mãe, a pianista Ana Lúcia Altino, mostram
programa de ‘Encores’, que são obras pequenas de grandes compositores, entre eles
Villa-Lobos, Marlos Nobre, Paganini. Primeiro Prêmio no Concurso Internacional de
Violoncelo de Viña Del Mar (Chile), Leonardo foi solista das principais orquestras
brasileiras, de várias orquestras americanas, da Sinfônica do Chile e de Bogotá.

Encerrando a programação, em 27 de julho a Orquestra Jovem de Pernambuco, sob regência
de Nilson Galvão, apresentará programa com Vivaldi, Piazzolla, Clóvis Pereira e Haydn. Os
solistas serão os irmãos Altino: Rafaell (viola), solista das estações ‘Verão’ e ‘Inverno’ de
Vivaldi e Piazzolla, e Leonardo (cello), solista do ‘Aboio’, de Clóvis Pereira, e do ‘Concerto em
Dó Maior’, de Haydn. Violista principal da Sinfônica de Odense (Dinamarca), Rafaell
começou os estudos musicais com seu pai, Rafael Garcia, aos 9 anos. Aos 17, mudou-se para
os EUA. Participa de festivais internacionais e concertos por todo o mundo.

Os concertos em Garanhuns serão às 19h30, de segunda a sexta, e às 18h30, sábado e
domingo, na Capela do Seminário São José. O acesso é gratuito.

VIRTUOSI GRAVATÁ – Com patrocínio da Prefeitura de Gravatá, a programação do 17º
Virtuosi no município agrestino será aberta, dia 30 de julho, com ‘As Quatro Estações’ de
Vivaldi e Piazzolla. Tem interpretação do violista Rafaell Altino e do violoncelista Leonardo
Altino com a Orquestra Jovem de Pernambuco, sob regência de Nilson Galvão. Tanto as
Estações de Vivaldi como de Piazzolla foram escritas para violino e, aqui, serão executadas
pela viola e pelo violoncelo – uma proeza dos artistas. Dia 31, o pianista gravataense Luis
Felipe Oliveira, que mora no Recife, leva para sua terra recital com obras de Chopin e Liszt.

Em 1º de agosto, será a vez da apresentação do violonista eslovaco Adam Marec, que oferece
um programa recheado de compositores eslavos e termina com ‘História do Tango’, de
Piazzolla, com participação especial do violista Rafaell Altino. Dia 2 de agosto, o concerto de
música de câmara reúne parte da Família Garcia Altino – Rafaell, Leonardo, Ana Lúcia e sua
nora, a violinista coreana Soh-Hyun Park Altino – mais o violonista Adam Marec.
Apresentam programa diversificado, com obras de Garth Knox, Clara Schumann, Fauré,
Cassadó e Paganini.

No encerramento, dia 3 de agosto, será realizado o grande concerto com integrantes da
Família Garcia Altino em celebração aos 80 anos da pianista Ana Lúcia Altino (comemorados
em 5 de agosto). Pela primeira vez, 17 membros da família estarão juntos em uma noite
festiva, com programa recheado de obras importantes para a carreira de todos. Estarão lá
instrumentistas profissionais com carreira no exterior, como os filhos Leonardo e Rafaell e a
nora Soh-Hyun Park Altino, além de músicos da boa nova safra musical nacional, como o
genro, Benke Ferraz.

No repertório, compositores como Dimitri Shostakovich, Camille Saint-Saëns, Rodion
Shcherin e peças que Ana Lúcia ganhou de presente de grandes músicos brasileiros, como o
compositor paraibano Eli-Eri Moura e a pianista carioca Marisa Rezende, que escreveu
“Pequenos Gestos para Ana Lúcia, Rafael, Rafaell e Leonardo”. Este concerto, aliás, também
homenageia Marisa, que, três dias após os 80 anos de Ana Lúcia, estará igualmente
celebrando suas oito décadas de vida e música.

Todos os concertos em Gravatá serão às 19h30, na Igreja Matriz de Sant’ana, com entrada
franca.

ANA LÚCIA ALTINO – Pernambucana, é doutora em ‘Musical Arts – Piano Performance’
pela Universidade de Boston (EUA). Graduada pela UFPE, estudou na Escola Superior de
Música de Detmold com bolsa do Governo da Alemanha, onde fez seu primeiro doutorado.
Vencedora de vários prêmios nacionais, foi solista das grandes orquestras do país, como
Orquestra Sinfônica de São Paulo, Theatro Municipal de São Paulo, Orquestra Sinfônica da
Paraíba, sob a regência de maestros como Eleazar de Carvalho e Isaac Karabtchewsky.
Responsável pelo ressurgimento do movimento musical da Paraíba, criou o departamento e
o curso de Bacharelado em Música da UFPB, assim como a Orquestra Sinfônica daquele
estado. Com seu marido, o maestro Rafael Garcia, fundou a Orquestra Filarmônica
Norte/Nordeste e, em 1998, o projeto Virtuosi.

RAFAEL GARCIA – Violinista, professor e maestro, um dos maiores expoentes da música
clássica instrumental do país, era chileno de nascença e pernambucano de coração. Em
2005, ganhou o título de Cidadão Pernambucano por seu histórico na música local em
inúmeros serviços prestados à cultura. Este imenso amor ao Estado o fez recusar ofertas de
trabalho em orquestras de países como Suécia e Alemanha para se radicar no Recife ao lado
da esposa, a pianista Ana Lúcia Altino, com quem foi casado por mais de 50 anos,
construindo uma família com cinco filhos e uma filha e 12 netos e netas. Foi spalla da Osesp,
do Ballet Bolshoi, das orquestras sinfônicas da Paraíba e de PE, atuando com grandes
regentes como Eleazar de Carvalho, Isaac Karabtchevsky e John Neshling. Trabalhou com
Ariano Suassuna e Cussy de Almeida na formação da Orquestra Armorial e como músico de
estúdio para a gravadora Fermata, tornando-se spalla de grandes nomes da música popular,
como Roberto Carlos e Elis Regina com Tom Jobim. Esteve à frente de mais de 200
concertos, estreando obras de diversos compositores e graus de dificuldade, e ainda dividiu
seu conhecimento com novas gerações através da Orquestra Jovem de Pernambuco. Faleceu
aos 77 anos, em decorrência de um câncer.

O VIRTUOSI – Um dos maiores festivais de música de câmara do País começou sua
história em 1998. O evento foi criado pelo casal Altino Garcia, incansáveis batalhadores pelo
desenvolvimento da música no Brasil. Rafael e Ana Lúcia Garcia acreditaram que somente
através de um evento desta natureza seria possível fazer música da mais alta qualidade. O
Virtuosi trouxe grandes personalidades e artistas talentosos, contribuindo para o
desenvolvimento e enriquecimento cultural do país. Já realizaram mais de 20 edições do
festival em Pernambuco, chegando também ao interior do Estado nas cidades de Gravatá,
Garanhuns e Belo Jardim, além de eventos especiais como o Virtuosi Brasil, Virtuosi Sem
Fronteiras e Virtuosi Século XXI, com masterclasses, workshops e concertos com
instrumentistas de várias nacionalidades.

SERVIÇO

17º VIRTUOSI NA SERRA – dentro do Festival de Inverno de Garanhuns
Na Capela do Seminário São José (Av. Rui Barbosa, 200, Heliópolis)
De 19 a 27 de julho
Segunda a sexta, às 19h30 | Sábado e domingo, às 18h30

19.07 (sexta-feira), às 19h30
Em memória de Clóvis Pereira (1939-2024)

ORQUESTRA JOVEM DE PERNAMBUCO
CLÓVIS PEREIRA FILHO, violino
NILSON GALVÃO, regente

20.07 (sábado), às 18h30
ENSEMBLE VOCAL CANTAMUS
COLLEGIUM MUSICUM DO RECIFE
GILSON CELERINO, regente

21.07 (domingo), às 18h30
CONTRACANTOS
FLÁVIO MEDEIROS, regente

22.07 (segunda-feira), às 19h30
PAULA BUJES, violino e rabeca

23.07 (terça-feira), às 19h30
QUINTETO PERNAMBUCANO
24.07 (quarta-feira), às 19h30
LUIS FELIPE DE OLIVEIRA, piano

25.07 (quinta-feira), às 19h30
ADAM MAREC, violão

26.07 (sexta-feira), às 19h30
LEONARDO ALTINO, cello
ANA LÚCIA ALTINO, piano

27.07 (sábado), às 20h30
ORQUESTRA JOVEM DE PERNAMBUCO
RAFAELL ALTINO, viola
LEONARDO ALTINO, cello
NILSON GALVÃO, regente

14º VIRTUOSI GRAVATÁ
Na Igreja Matriz de Sant’ana (Rua Rui Barbosa, Centro)
De 30 de julho a 3 de agosto, às 19h30

30.07 (terça-feira), às 19h30
VIVALDI & PIAZZOLLA
ORQUESTRA JOVEM DE PERNAMBUCO
RAFAELL ALTINO, viola
LEONARDO ALTINO, cello
NILSON GALVÃO, regente

31.07 (quarta-feira), às 19h30
RECITAL
LUIS FELIPE DE OLIVEIRA, piano

01.08 (quinta-feira), às 19h30
RECITAL
ADAM MAREC, violão
Participação de Rafaell Altino, viola

02.08 (sexta-feira), às 19h30
MÚSICA DE CÂMARA
SOH-HYUN PARK ALTINO, violino
ANA LÚCIA ALTINO, piano
RAFAELL ALTINO, viola
LEONARDO ALTINO, cello
ADAM MAREC, violão

03.08 (sábado), às 19h30
CELEBRAÇÃO 80 ANOS DE ANA LÚCIA ALTINO
SOH-HYUN PARK ALTINO, violino
ANA LÚCIA ALTINO, piano
DAVID ALTINO, piano
LANA GARCIA, piano
RAFAELL ALTINO, viola
LEONARDO ALTINO, cello
e mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *