Fonoaudióloga defende a ampliação do uso da Comunicação Aumentativa e Alternativa

Outubro é considerado o mês da Comunicação Aumentativa e Alternativa. Apontada como uma ótima ferramenta para melhorar a qualidade de vida de pessoas diagnosticadas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e outras dificuldades que também comprometem a fala, como paralisia cerebral e outras patologias de déficit cognitivo, o sistema universal é composto de figuras e palavras que contribuem para que essas dificuldades de comunicação sejam diminuídas no cotidiano e dando maior autonomia para esse público.

Segundo a fonoaudióloga comportamental Bethânia Mendes, cerca de 40% dos autistas não falam. Por isso, a importância de ampliar o uso desse sistema que ajuda a aumentar o repertório e auxilia para que essas pessoas possam se expressar no dia a dia. A pasta física é a mais acessível, porém também existem outras opções tecnológicas como aplicativos com essa função. “Livox”, “ABC Autismo”, “Matraquinha” e “Let me talk” são exemplos de recursos tecnológicos disponíveis em lojas de “App” de dispositivos móveis que usam da comunicação aumentativa e alternativa para o uso dessas pessoas. “As figuras são universais, o que facilita muito a usabilidade”, afirma Mendes.

A especialista aponta ainda a importância de um profissional capacitado para ensinar a metodologia à pessoa com dificuldade na fala, mas também às pessoas que convivem com ela. “Todos podem aprender a usar essas ferramentas desde que estejam dispostos”, alerta a fonoaudióloga. “É essencial possibilitar a todas as pessoas o direito de se comunicar, seja através da fala ou outros meios como esse”, completa. Com formação em fonoaudiologia pela UNICAP e especialização em Saúde Mental e Transtorno do Espectro Autista, Bethânia Mendes acumula 22 anos de experiência profissional. O curso básico PECS (Pyramid Educational Consultants), em Recife (PE), também merece registro.

A fonoaudióloga é especialista em desenvolvimento infantil e autismo – em diferentes estágios – trabalha com ferramentas da Análise Aplicada do Comportamento (ABA) em atendimentos presenciais (prioritariamente) e virtuais. A profissional possui consultório no RioMar Trade Center e, agora, investe em um dos propósitos mais significativos de sua vida pessoal e profissional: levar informação e cuidado às crianças com dificuldade de comunicação e interação social. Atuante em causas como a do Transtorno do Espectro Autista (TEA) e Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), Mendes se destaca pelo vasto conhecimento na área em que atua e pelos métodos eficazes.

Consultório de Fonoaudiologia de Bethânia Mendes

Endereço: Rio Mar Trade Center (Av. República do Líbano, 251 – Pina / Recife)

Torre C sala 812

Telefone para contato: (81) 99128-7490

E-mail: mbmfono@gmail.com

Instagram: @bethaniamendes_fono

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *