Notícias

Hapvida NotreDame Intermédica tem cinco grupos de afinidade e investe em diversidade e inclusão

Na Hapvida NotreDame Intermédica, a maior empresa de saúde da América Latina com quase 16 milhões de beneficiários, cerca de 9% do quadro nacional de funcionários é formado por pessoas que se declaram LGBTI+. Se está na média no percentual de identidade de gênero, a companhia supera no quesito grupos de afinidade, com cinco já em funcionamento e a criação do sexto em estudo. A média nacional varia entre três e quatro grupos, de acordo com a pesquisa Diversidade, Equidade e Inclusão nas Organizações 2023, realizada pela consultoria Deloitte.

“A diversidade faz parte do nosso DNA. Acreditamos na inclusão social como forma de construirmos uma sociedade igualitária e mais justa e, sobretudo, sabemos que uma empresa diversa tem maior assertividade nas decisões”, afirma a vice-presidente de Recursos Humanos da Hapvida NDI, Eliana Vieira.

Dados da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra) indicam que apenas 10% da população trans possui emprego formal. Na Hapvida NDI, de acordo com o Censo 2021, 147 funcionários se declararam transexuais. Entre outras ações para ampliar a diversidade, a empresa é parceira da TransEmprego, plataforma que reúne vagas e currículos de transgêneros em todo o país.

No mês do Orgulho LGBTI+, ações afirmativas ganham ainda mais espaço, mas é importante que se tornem cada vez mais parte da cultura organizacional. Na Hapvida NDI, as reuniões dos grupos de afinidade (LGBTI+, gênero, raça ou etnia, pessoas com deficiência – PCDs e gerações) são mensais. “A ideia é debatermos temas diversos e, a partir da escuta ativa, aprimorar cada vez mais o acolhimento”, afirma a diretora de Desenvolvimento Organizacional da Hapvida NDI, Marlene Gasparelo.

Além das políticas próprias de Diversidade e contra Assédio e Discriminação, a companhia criou diferentes manuais, entre eles o de Gestão Inclusiva, o LGBTI+ e um com expressões desrespeitosas que devem ser evitadas. A Hapvida NDI também investe em educação, com treinamentos para gestores. É signatária do Pacto Global, da ONU Mulheres, do Fórum de Empresas e Direitos LGBTI+, da Trans Empregos, é parceira da ONG Justiceiras, do Movimento Elas Lideram 2030, do Movimento Raça é Prioridade, tem o selo da Diversidade Étnico-racial da Prefeitura de Salvador e faz parte da Coalizão Empresarial pelo fim da violência contra mulheres e meninas. “Temos também uma Política de Diversidade, Equidade e Inclusão. Para a população transgênero, implantamos o campo ‘nome social’ em todos os nossos sistemas de RH, operadora, hospitais, clínicas e laboratórios. O projeto está no ar desde 2021 e abrange colaboradores e clientes”, conclui Gasparelo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *