Notícias

Junho Laranja – Especialista da Hapvida NotreDame Intermédica alerta para a prevenção e o tratamento precoce da anemia

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a anemia é definida como uma condição na qual o conteúdo de hemoglobina no sangue está abaixo do normal em virtude de alguns fatores, como carência de um ou mais nutrientes essenciais, como ferro, zinco, vitamina B12 e proteínas, o que gera riscos à saúde que podem se agravar sem o tratamento adequado. Ainda segundo a OMS, 30% da população global é anêmica, principalmente crianças de até dois anos de idade e mulheres adultas, apesar de também poder acometer adolescentes, homens e idosos.
No Brasil, o Ministério da Saúde (MS) aponta que mais de 20% das crianças abaixo de cinco anos apresentam a doença, assim como cerca de 29% das mulheres adultas. Devido a isso, a campanha junho laranja foi criada no intuito de diagnosticar, prevenir e tratar precocemente a anemia.
De acordo com a hematologista da Hapvida NotreDame Intermédica, Mônica Cortez, há diversos fatores para o desenvolvimento de anemias. “Existem várias causas para a anemia, desde causas benignas, até causas malignas. Felizmente, a origem mais comum são as causas benignas, dentre as quais destacam-se as causas nutricionais, quando a pessoa apresenta deficiência de nutrientes, como, por exemplo, ferro, zinco, cobre, ácido fólico ou vitamina B12. Lembrando que existe também entre as causas benignas, a anemia causada por doenças crônicas, como diabetes e doença renal, e as hemoglobinopatias, como a doença falciforme. Ao falar em anemia de origem maligna, destacamos a leucemia aguda e outras doenças da medula óssea, como, por exemplo, a síndrome mielodisplásica e as doenças mieloproliferativas crônicas’’, explica.
Os sintomas são geralmente inespecíficos e dependem do tipo de anemia, do valor da hemoglobina (quanto mais baixo, maior o desconforto) e da velocidade de instalação dessa condição. “Costumam estar associados com a sensação de cansaço, indisposição, tontura e palidez da pele e mucosas, sendo a intensidade dos sintomas variável, a depender da gravidade, da origem e do tempo de instalação”, ressalta.
Para evitar a doença são necessários alguns cuidados, como manter uma alimentação adequada, que ofereça uma ampla variedade de micro e macronutrientes, além de evitar o consumo de bebidas alcoólicas. A atenção deve ser redobrada quando se trata dos grupos de risco, como gestantes, bebês prematuros e crianças de até dois anos de idade, adolescentes e pessoas que já fizeram cirurgia gástrica ou com doenças disabsortivas.
Diagnóstico e tratamento
‘‘O diagnóstico da anemia é feito através do exame hemograma, um exame laboratorial simples e de baixo custo, realizado a partir de uma coleta de sangue periférico. Nele é possível detectar a redução hemoglobina e fazer o diagnóstico da anemia. A partir daí, torna-se necessário avaliação com especialista, para a realização de exames mais específicos para definição da causa da anemia, conforme seja a suspeita clínica”, explica Mônica.
Segundo a médica, o tratamento vai depender da causa da anemia. “Como existem diferentes causas para a anemia, também existem diferentes formas de tratar o quadro, desde suplementação de vitaminas até tratamentos quimioterápicos. Logo, é fundamental buscar ajuda do médico Hematologista para diagnosticar corretamente a anemia, definir a causa e fazer o tratamento correto e direcionado para a doença de base em questão”, frisa.
A especialista também ressalta a importância da campanha no mês de junho para o tratamento da doença: ‘‘No mês de junho temos e apoiamos a campanha ´Junho Laranja´ , uma campanha dedicada ao diagnóstico, prevenção e tratamento da anemia e da leucemia, ambas ligadas ao sangue, podendo acometer adultos e crianças. Em caso de suspeita clínica, agende consulta com seu médico para melhor investigação’’.
Sobre a Hapvida NotreDame Intermédica
Com 78 anos de experiência a partir das aquisições durante sua história no país, a Hapvida NotreDame Intermédica é hoje a maior empresa de saúde e odontologia da América Latina.  A companhia, que possui mais de 68 mil colaboradores, atende cerca de 15,8 milhões de beneficiários de saúde e odontologia e tem à disposição a maior rede própria de atendimento com um sistema integrado que conecta as unidades das cinco regiões do país.
Todo o aparato foi construído a partir de uma visão abrangente e integrada, voltada ao cuidado da saúde por meio de 86 hospitais, 76 prontos atendimentos, 345 clínicas médicas e 294 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial, além de unidades especificamente voltadas ao cuidado preventivo e crônico. Dessa combinação de negócios, apoiada em qualidade médica e inovação, resulta uma empresa com os melhores recursos humanos e tecnológicos para os seus clientes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *