Notícias

O Papel do Síndico na Organização das Festas Juninas em Condomínios

Com a chegada das festas juninas, os condomínios se preparam para celebrar a tradição com muita música, comida típica e alegria. No entanto, para que a festa seja um sucesso e ocorra em harmonia, o papel do síndico é fundamental. Ana Paula Carvalho, síndica profissional, compartilha insights sobre a importância do síndico na organização desses eventos e como garantir que tudo ocorra de forma ordenada e segura.

De acordo com a profissional, o papel do síndico é muito importante quando se trata de festividades em condomínios. Muitas vezes são formadas comissões de moradores para organizar eventos específicos, como Carnaval, São João e Réveillon. “Inicialmente, o síndico deve verificar a convenção e o regimento interno do condomínio para entender as regras sobre festividades, espaços permitidos, estrutura, e quantidade de participantes. Se não houver regras claras, é prudente levar a discussão aos condôminos em assembleia, ajustando os detalhes conforme os anseios dos moradores”, explica Ana Paula.

A especialista alerta que os condôminos devem prezar pela moderação e respeito às regras do condomínio e, é aconselhável que, antes de qualquer evento, os moradores releiam as regras condominiais para garantir o cumprimento adequado. “É importante lembrar que o condomínio visa o bem coletivo. Muitos moradores são crianças, adolescentes e idosos, portanto, é essencial adotar uma conduta respeitosa. O som deve ser mantido em um volume moderado para não incomodar os vizinhos, fogos de artifício devem ser utilizados com cuidado e fogueiras, se permitidas, devem seguir todas as normas de segurança”, avisa.

Deve-se sempre prezar pelo princípio da razoabilidade, segundo a síndica. Em caso de desrespeito às normas, cabe ao gestor interferir na situação. Qualquer condômino pode relatar o ocorrido utilizando os mecanismos formais de comunicação, como livro de ocorrência ou e-mail. O síndico analisará a situação e aplicará as sanções necessárias conforme o nível do desrespeito e suas consequências. “A vida em condomínio deve ser pautada pelo respeito e educação, visando o bem coletivo. Evitar o abuso de bebidas alcoólicas, brincadeiras violentas e som alto permite que todos desfrutem do ambiente de forma agradável. Essas atitudes previnem conflitos e aumentam a interação entre os moradores, fortalecendo o espírito comunitário”, ressalta Ana Paula Carvalho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *