Galo da Madrugada divulga detalhes finais para o desfile de carnaval

Agremiação apresenta carros alegóricos e fantasias, anunciando também atrações e os principais duetos musicais de artistas locais com nomes nacionais

Já nos retorques finais para invadir as ruas do Recife-PE e contagiar todo o mundo com sua alegria, originalidade e irreverência neste sábado de Zé Pereira (02 de março de 2019), o Galo da Madrugada promete novidades para contagiar todos os foliões. Inspirado no tema “Frevo Mulher”, o maior bloco do planeta reverenciará a garra e a altivez feminina ao longo dos seus 6km de percurso, realizados em 6h de pura energia sob o embalo eletrizante dos ritmos carnavalescos pernambucanos.

A festa começa pontualmente às 9h (e segue até 18h30), com a tradicional anunciação dos clarins e trombetas em carro alegórico. Na sequência, as ruas do velho Recife são invadidas pela beleza e arte cênica das alegorias, que retratam o tema deste ano (Frevo Mulher), tendo como principal referência algumas das passagens emblemáticas das personalidades femininas que representarão as mulheres, e que desfilarão como destaques nas alegorias. São elas: Amelinha (cantora e compositora), Fabiana Karla (atriz), Lia de Itamaracá (dançarina, cantora e compositora), Yane Marques (pentatleta) e Léa Lucas (foliona).

Atuando na produção dos carros (estrutura) há quase 30 anos, o cenógrafo Ary Nóbrega conta que o trabalho é iniciado com sete meses de antecedência ao desfile, quando a diretoria do Galo da Madrugada define e anuncia o tema do carnaval. “Começamos fazendo pesquisas, preparando o projeto de estudo do tema. Em setembro, iniciamos a montagem dos carros e seguimos até o dia anterior ao carnaval, quando concluímos os acabamentos finais”, diz. Sobre o tema, o cenógrafo considera um dos mais difíceis para se colocar em cima dos carros. “Assim que soubemos quem seriam as homenageadas, iniciamos as buscas sobre a história delas [das mulheres que serão destaques dos carros] e o fomos atrás de detalhes para a criação cênica de cada uma, buscando passagens que as caracterizem diante do público”, considera.

Entre os destaques da obra, o cenógrafo aponta a representação de uma ilha para o carro “Ciranda de Lia” (Lia de Itamaracá), a criação de um altar para a deusa grega Nice (personifica a vitória) no “Pernambucana de Raça” (Yane Marques), produção de lampiões, praça e um bonde antigo do bairro do São José para o “Oh Bela” (Fabiana Karla).

No quesito fantasia, o trabalho conta com a assinatura dos carnavalescos Anderson Gomes e Francisco Câmara. Integrando o time de carnaval do Galo da Madrugada há cinco anos, Anderson destaca que o tema, bem como as personalidades reverenciadas, viabilizou amplas possibilidades criativas. “Um dos carros que assino é “Frevo Mulher”, estrelado por Amelinha, Nele pude retratar toda alegria do nosso carnaval com vestimentas caprichadas para dar vida a passistas de frevo, dama do passo do maracatu, flabelistas.”, comenta. Anderson é responsável ainda pelas vestimentas do “Oh Bela”.

Já Francisco Câmara, que assina as fantasias da agremiação há quase vinte anos, está responsável pela vestimenta de três carros (“Abre Alas”, “Ciranda de Lia” e “Pernambucana de Raça”). “Das produções, ressalto o trabalho para os foliões que representarão os cirandeiros, o ciclo da pesca e a figura mística do Poseidon e das iaras do mar para a alegoria com a nossa Lia de Itamaracá”, enfatiza Câmara.

O cortejo do maior bloco do mundo seguirá os seguintes destaques:

           Alegoria especial

  1. Clarins e trombetas, anunciando a chegada do Galo da Madrugada;
  2. Carro abre-alas com passistas de frevo e o tradicional Galo tendo como inspiração a alegria de Léa Lucas, uma das folionas mais icônicas do nosso Carnaval;
  3. Alegoria “Frevo Mulher”, que carrega o tema do Carnaval 2019 e todas as referências da canção de Zé Ramalho, tendo como inspiração a cantora e compositora Amelinha, com ícones como a dama do paço e a Mulher do Dia;
  4. Alegoria “Pernambucana de Raça”, ilustrando a história de garra e resistência de Yane Marques e trazendo referência das corredoras da Grécia Antiga;
  5. Alegoria “Ciranda de Lia”, narrando a história de Lia de Itamaracá com elementos como jangadas, coqueiros e a tradicional ciranda;
  6. Alegoria “Oh, Bela”, encerrando o desfile com a inspiração nas canções “Oh, Bela”, de Capiba, fazendo referência à irreverência de Fabiana Karla.

 

Para o 42º desfile do Galo da Madrugada, estima-se que o número de foliões se mantenha acima dos dois milhões. Como de costume, o desfile do maior bloco do mundo começa às 9h, após concentração da diretoria, autoridades, imprensa e formadores de opinião, colaboradores e parceiros no Café da Manhã do Galo, no Forte das Cinco Pontas. A primeira ala sai da Av. Sul, 751 (Galpão do Galo) no sentido do viaduto Capitão Temudo, retornando pela Rua Imperial (sentido Praça Sérgio Loreto), onde segue tradicional trajeto. Neste horário, todas as alegorias, carros e trios já estão prontos, a postos para seguir o percurso (Anexo I).

Mapa do percurso do Galo da Madrugada

Considerado o maior bloco da Terra pelo Guinness Book (título de 1994), o Galo da Madrugada mantém sua tradição de ter artistas pernambucanos no comando de todos os trios. Para incrementar o intercâmbio cultural, alguns dos nossos artistas convidam nomes nacionalmente conhecidos para participar da festa pernambucana. “Essa interação é duplamente interessante para nossa cultura porque mostra aos artistas de fora o que é o nosso carnaval e as nossas músicas, e abre espaço para nossos artistas e nossa música em outros estados”, enfatiza Rômulo Meneses, presidente do Galo da Madrugada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *