Oleosidade do cabelo: Dicas fáceis e práticas para evitar o problema nos fios

Óleos capilares, cronograma capilar e higienização correta dos fios fazem parte da lista

Muitas brasileiras sofrem com o cabelo oleoso. Algumas vezes, o cabelo lavado de manhã já fica cheio de óleo à tarde e isso não é nada agradável. Com a rotina corrida, fica difícil lavar o cabelo todos os dias, por conta disso, o rabo de cavalo acaba sendo a melhor opção para enfrentar o famoso “bad hair day”.
De acordo com o hairstylist e colorista Bruno Oliver, o cabelo necessita de hidratação para manter o brilho natural. “Muitas pessoas pensam que apenas cabelos secos precisam de hidratação, mas é muito pelo contrário. O cabelo é inteligente, se não tiver a quantidade de óleo necessária para manter a saúde do couro cabeludo, ele irá produzir cada vez mais. Quando você hidrata o cabelo constantemente, ele entende que não precisa produzir tanto óleo como antes”, explica Bruno.
Para o profissional, lavar o cabelo todos os dias não ajuda a combater a oleosidade. “Muitas mulheres pensam que a única forma de evitar a oleosidade é lavar o cabelo todos os dias. Ao lavar os fios, você retira todo o óleo existente do cabelo. Isso faz com que o couro cabeludo produza muito óleo em pouco tempo, para suprir a oleosidade retirada. O mais indicado é lavar o cabelo dia sim e dia não”, alerta.
Óleos capilares podem ajudar no combate da oleosidade. “O óleo capilar possui uma série de benefícios, entre eles trazer de volta a água dos fios, promover brilho e controlar o frizz. Com esse produto aliado à máscara de hidratação, a oleosidade do cabelo irá diminuir e os fios ficarão sedosos e bem hidratados”, diz o hairstylist.
Cronograma capilar também faz parte do combate. “O cronograma tem a função de reestruturar os fios. Esse processo é feito no salão e possui três fases: hidratação, nutrição e reconstrução. Ele traz de volta a vida e brilho do cabelo, além de combater ainda mais a oleosidade. Vale citar que meninas que utilizam ferramentas térmicas possuem mais probabilidade de produzir mais óleo e, por conta disso, o cronograma também é indicado”, conclui Oliver.

Higienização correta dos fios
Uma forma de controlar a oleosidade dos fios é fazer a higiene correta do couro cabeludo. Esse processo não possui uma regra, depende do tipo do cabelo e da região em que se vive. Isso porque existem fatores individuais e ambientais que influenciam na oleosidade e ressecamento dos fios.
Lúcia Miranda, dermatologista, explica que em regiões mais úmidas, por exemplo, as pessoas podem lavar os cabelos todos os dias, especialmente aquelas que têm a raiz oleosa e fios finos. “Pessoas mais maduras, mulheres na pós-menopausa, negras e aquelas com cabelos secos, em geral, lavam menos, pois o sebo não se distribui uniformemente da raiz à haste, seja pela baixa produção ou pelo formato do fio ser encaracolado”, comenta.

Ela destaca que em se tratando de couro cabeludo oleoso, a situação muda um pouco. “Se o paciente passar um período sem lavar o cabelo, a tendência é que ele fique ainda mais oleoso, com aspecto nada bonito. Isso pode até mesmo favorecer o surgimento de problemas, como as dermatites”, pontua. Mas, “se uma pessoa com cabelos secos lavá-los mais do que deveria, a tendência é que fiquem ainda mais ressecados, com aquele efeito arrepiado. Além disso, é importante evitar o excesso de xampu”, complementa Dra Lúcia.
A médica ressalta que é importante usar produtos adequados para cada tipo de cabelo. Pensando nisso, ela separou algumas dicas para higienizá-los corretamente. Confira:
Xampus: responsável por limpar os fios, eles retiram a oleosidade, o suor, a descamação das células do couro cabeludo, os resíduos de poluição e de outros produtos capilares. Além de proporcionarem brilho, maciez, retiram a eletricidade estática dos fios e facilitam o pentear.

“É importante dar mais atenção ao couro cabeludo na hora da higienização. Por isso, o xampu deve ser aplicado especialmente nessa região que, em seguida, deve ser massageada com o produto”, exemplifica. De acordo com a especialista, o ideal é que o xampu permaneça no couro cabeludo, em geral, de dois a três minutos. “Na sequência, ele vai descendo e removendo os resíduos que ficam no comprimento dos cabelos até a ponta, pondera Lúcia Miranda”.

Condicionadores: produtos usados após a lavagem cuja função é neutralizar as cargas negativas dos fios, reduzindo o frizz, melhorando o pentear e a maciez. Os principais componentes são detergentes catiônicos, formadores de filme, derivados de proteínas e silicones.
“Substâncias modeladoras, géis e fixadores sem álcool, desde que de boa qualidade, não prejudicam os fios e não causam queda de cabelo desde que não sejam usadas diariamente”, finaliza.

Serviço:
Oliver Salon – Brasília
Instagram: @brunoliversalon
www.facebook.com/Oliversalonbsb/
Lúcia Miranda- Dermatologista
Instagram: @ dra.lucia_miranda Shutterstock

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *