Hábitos que prejudicam a saúde bucal

Conheça os costumes aparentemente inofensivos que podem interferir na saúde bucal

Escovar os dentes após as refeições, não comer muitos doces e visitar o dentista frequentemente. A maior parte das pessoas pensa que os problemas bucais podem ser prevenidos desta forma, mas já parou para pensar que outros hábitos podem acabar interferindo e prejudicando esta rotina de cuidados? Alguns costumes aparentemente inofensivos podem ser prejudiciais à saúde da boca. A cirurgiã dentista Katarina Chaves, da Blanc Odontologia, ressalta algumas práticas que precisam ser observadas e eliminadas.

Troca da escova de dentes

O recomendado é que a troca seja realizada a cada três meses ou após notar o desgaste das cerdas. “Uma média de três meses é o tempo de vida ideal para uma escova de dentes. Em casos de gripe muito forte e infecção de garganta ou na boca também é recomendada a substituição para evitar uma nova infecção”, explica Katarina Chaves. Vale lembrar que no caso dos aparelhos odontológicos a troca pode ser mais rápida, já que o desgaste acontece mais rápido.

Palitar os dentes

A prática de usar palitinho após o almoço é bastante comum, e também pode prejudicar os dentes. “Mexer excessivamente nos dentes para retirar resíduos pode machucar a gengiva e criar lesões. O fio dental é a melhor solução”, indica Katarina. Outro motivo, é que os palitos não são esterilizados e podem levar micro-organismos à boca.

Roer unhas

Ansiedade, nervosismo ou hábito, seja qual for o motivo, roer as unhas não faz nada bem para a saúde bucal. Este hábito além de desgastar os dentes também pode levar uma série de bactérias para dentro da boca. Inclusive, pessoas que tem este costume também estão mais propensas a desenvolver bruxismo.

Alimentos duros

Nossos dentes são bastante resistentes e, desde que os dentes e gengivas estejam saudáveis, o consumo desses alimentos não é prejudicial à saúde dental. Mas, ao ingerir alimentos muito duros, o dente pode sofrer com a quebra parcial ou até completa. “Em casos de restaurações mal adaptadas pode acontecer de elas soltarem. Já nos casos de dentes com tratamento de canal, o risco existe por geralmente estar associado a dentes já bem destruídos, o que leva a uma maior fragilidade, aumentando o risco de fraturas”, alerta Katarina Chaves. O ideal é que use os dentes posteriores para a mastigação nesses casos. Por serem mais robustos e com maior número de raízes, eles são mais resistentes a este tipo de alimento.

Rotina ideal

Além de ter atenção com os fatos citados, é muito importante ter uma rotina de cuidados bucais. “O ideal é escovar os dentes após as refeições, utilizar sempre o fio dental junto com a escovação e visitar um profissional periodicamente”, finaliza a especialista Katarina Chaves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *