Olhares do passado e do presente integram olhares do “Relatório de Imagens” do multiartista Carlos Vasconcelos

 

O cotidiano de Recife e Olinda desponta no trabalho do multiartista pernambucano Carlos Vasconcelos que apostou em regstros especiais de cartões postais turísticos, culturais e sociais das cidades pernambucanas em projetos exclusivos, que enfatizam a riqueza do estado em fotos e mini documentário. O Mercado de São José, a casa dos bonecos gigantes de Olinda e o patrimônio arquitetônico de Pernambuco com destaque para o Teatro Santa Isabel, a Faculdade de Direito do Recife e a Assembléia Legislativa de Pernambuco integram o novo processo de trabalho, intitulado: “Relatório de Imagens”.

Vários cartões postais entram no foco das ações que mostram novos olhares sobre diversos ambientes, lugares e endereços pernambucanos em experimento com a tecnologia “dual pixel”, focagem automática que permite um foco mais preciso de maneira mais rápida. “Desta forma, o resultado são fotos mais nítidas para realçar a beleza desses lindos e importantes pontos do Recife e Olinda que estou revisitando nesse processo de construção de um novo olhar sobre as cidades e tudo que lhe concretiza, enquanto significação da sociedade e do nosso povo”, destaca Carlos Vasconcelos.

Desta forma, a efervescência do Mercado São José e as peculiaridades do seu entorno com os gritos dos feirantes e as dúvidas dos seus visitantes são o mote do mini documentário “Mercado São José” do multiartista Carlos Vasconcelos, em um projeto que invade as redes tra uma perspectiva própria do fotógrafo do primeiro e maior foco comercial do Grande Recife, localizado no tradicional Bairro de São José. “Situado no bairro de São José, no Recife, o Mercado de São José é um dos nossos principais pontos turísticos e centro de compras, mas ao mesmo tempo é um grande programa. Um exemplar impressionante da arquitetura de meados do século 19, ele também é uma emblemática referência da nossa cultura e da nossa sociedade com seus mais de 500 boxes e um comércio extremamente diversificado”, diz Carlos.

E o registro peculiar da Casa dos Bonecos Gigantes de Olinda em vídeo de cerca de sete minutos mostra como as personalidades e faces que criam e são história em nosso país pesam ainda numa das mais importantes tradições do estado, que é o Carnaval. “Presete em várias culturas, os nossos bonecos gigantes são grande parte da cultura do carnaval de Olinda e Recife. Por isso, a casa é um espaço importante e que ganha grande ênfase nas ações turísticas com os seus modelos que prestigiam Luiz Gonzaga, Chacrinha, o Maestro Spok, Cinderela e tantas pessoas do passado e do presente da nossa construção social”, completa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *