Saiba como administrar os extras do final de ano e evitar o superendividamento 

 

 A pandemia de COVID-19 gerou mudanças na economia das famílias e empresas, tornando necessária a renegociação de dívidas e contratos. Com isso, empresas e financeiras ofereceram renegociações para os clientes de financiamentos já existentes, além da criação de novas linhas de crédito, prorrogação de prazos e alterações nas taxas de juros. Mas, com a chegada do final de ano e recebimento de benefícios como o décimo terceiro salário e férias tem gerado dúvidas para onde direcionar o tão esperado extra.

De acordo com a advogada especialista em Direito Bancário, do Maciel Pinheiros Advogados, Thays Valença, o superendividamento no final do mês acaba sendo um problema sem solução para a maioria dos brasileiros e, por isso, o recebimento dos extras deve ser bem direcionados para não entrar o ano ainda mais endividado. “Muitas vezes, isso ocorre em virtude dos recursos bancários infinitos para o financiamento de crédito que levam o consumidor a se endividar cada vez mais. A oferta sempre é atrativa, mas o acúmulo de parcelas acaba deixando a pessoa sem ter como cumprir com os acordos”, alerta, acrescentando que quitar as contas já existentes com os extras é sempre uma ótima solução.

Para evitar esse superendividamento e começar o ano com o pé direito, a dica é mapear os custos fixos e variáveis, além de fazer uma planilha de todos os gastos para se ter uma ideia de quando começa uma dívida e acaba outra. Trocar dívidas caras como cheque especial e cartão de crédito e eliminar gastos desnecessários, definindo prioridades é outra saída para sair do vermelho. “Aprender a pagar tudo à vista, gastando apenas o que se tem na carteira é o ideal para controlar os gastos e não correr o risco de negativar o nome”, conclui.

DICAS 

  • A) Listar as contas a vencer e as atrasadas (cartão de crédito, cheque especial, prestação, empréstimos e financiamentos)
  • B) Evitar o cheque especial e o rotativo do cartão.
  • C) se certificar da possibilidade de Adiamento do pagamento de empréstimos e financiamentos.
  • D) Revisão de contratos bancários no contexto da pandemia.

 

SERVIÇO: 

MACIEL PINHEIRO ADVOGADOS ASSOCIADOS 

Endereço: Rua Padre Carapuceiro, 968, Torre Janet Costa, 1503/1504, Boa Viagem.

Fone: (81) 3125. 2744

Instagram: @macielpinheiroadvogados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *