Sete ex-pilotos da F-4 estarão na F-1 em 2022

A Fórmula 4 é a mais jovem categoria oficial da FIA visando a formação de pilotos. Surgida oficialmente apenas em 2014, seus frutos já são evidentes: na Fórmula 1, por exemplo, entre as 20 vagas do grid de 2022, sete (35%) terão saído das fileiras da Fórmula 4, categoria que estreará no Brasil também na próxima temporada. Implantado pela Vicar, a mesma promotora da Stock Car Pro Series e da Stock Light, o Fórmula 4 Brasil Certificado pela FIA terá como foco o desenvolvimento de jovens talentos com potencial de representar o país internacionalmente.

A “escada” que leva ao Mundial de Fórmula 1 é formada pela Fórmula 2 (homologada pela FIA em 1948) e Fórmula 3 (adotada pela entidade máxima do esporte em 1950, mesmo ano do nascimento oficial da F-1). “Embora várias categorias ao longo dos anos tenham feito o papel de primeiro estágio após o kart, que é a função natural da F-4, nenhuma foi implantada de uma forma tão orgânica e estruturada. A implementação coordenada pela FIA nos principais centros do automobilismo mundial tem sido importante. Daí o sucesso e o fato de surgirem pilotos de grande qualidade tão rapidamente”, diz Fernando Julianelli, CEO da Vicar.

Números eloquentes – A relevância da Fórmula 4 na formação dos pilotos é bastante evidente no cenário atual. Basta considerar que 21 dos 25 pilotos que competiram na Fórmula 2 neste ano passaram por alguma divisão do campeonato. Na Fórmula 3 da FIA, a principal do mundo, 33 dos 35 pilotos também tiveram passagens em categorias de F-4.
“Os números são eloquentes”, diz Julianelli. “E é por isso que se espera que nas futuras temporadas aumente a quantidade de pilotos de F-4 na F-1, até que eles sejam maioria absoluta. E é o mesmo cenário nos demais campeonatos importantes do mundo todo. Isso só não aconteceu antes por que a F-4 ainda é muito recente”, observa o executivo que lidera a implantação da categoria no Brasil.

Em 2021, os representantes da categoria de acesso na F-1 são Lando Norris (McLaren), George Russell (atualmente na Williams e confirmado pela Mercedes em 2022), Lance Stroll (Aston Martin), Pierre Gasly (AlphaTauri), Mick Schumacher (Haas) e Yuki Tsunoda (AlphaTauri). Em 2022, o chinês Guanyu Zhou, vice-campeão de Fórmula 4 italiana em 2015, deve fazer sua estreia no mundial pela equipe Alfa Romeo.

Cena do Campeonato Alemão de Fórmula 4
(Divulgação)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.