Especialistas alertam sobre a importância da manter o calendário vacinal infantil em dia

No momento em que todos os olhos estão voltados para o calendário de imunização contra a covid-19, pais e responsáveis precisam manter as cadernetas de vacinação das crianças em dias. É o que alerta as médicas pediatras Ana Claudia Firmino e Tarciana Mendonça, que são responsáveis pela implementação do conteúdo sobre saúde infantil da plataforma Primeira Infância Plantar Amar (PIPA).

“Nos últimos dois anos a importância de uma vacina nunca ficou tão clara. No entanto, na população pediátrica essa importância é validada desde o nascimento da criança, quando ainda na maternidade são aplicadas as vacinas de BCH e Hepatite B e daí para frente outras vacinas são programadas de modo a evitar doenças graves e de alta mortalidade”, ponderou a pediatria e uma das idealizadoras do Pediatria sem Neura, Ana Claudia Firmino.

Antes da pandemia, as coberturas vacinais para poliomielite, por exemplo, estavam em torno de 80% quando o ideal é 95%. Este ano, o Ministério da Saúde mudou o cronograma da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (gripe), que vai até o dia 10 de maio, colocando crianças acima dos seis meses e com menos de seis anos (cinco anos, 11 meses e 29 dias) no grupo prioritário.

No Brasil, as ações nesta data são coordenadas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), instituído em 1973 e que se tornou referência mundial de política pública em saúde. O PNI segue os princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) e preza pela inclusão social, atendendo a todas as pessoas, sem qualquer distinção, estando o serviço de imunização disponível em todas as unidades de saúde, mesmo nas mais distantes.

“O programa nacional de imunização (PNI) brasileiro é reconhecido internacionalmente pela sua boa cobertura vacinal, com erradicação de doenças como varicela e poliomielite. Dessa forma, manter o calendário vacinal da sua criança em dia é de graça e pode salvar a vida dela”, disse a pediatra Tarciana Mendonça, que também faz parte do Pediatria sem Neura.

PIPA: O PIPA foi desenvolvido pela Viana & Moura e tem como objetivo atender a uma demanda empresarial por socorre social e educação de crianças com até seis anos, filhos de colaboradores que serão beneficiários diretos no apoio ao desenvolver infantil. O webapp pode ser acessada pelas empresas via computador, tablet e smartphones.

Serviço: No Recife, a vacinação de gripe está acontecendo em 153 unidades da Secretaria de Saúde do Município, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Além disso, há também três parques da cidade onde está ocorrendo a vacinação: Sítio Trindade, em Casa Amarela; Parque 13 de maio, na Boa Vista; e Parque Dona Lindu, em Boa Viagem. Durante a semana, a imunização nestes locais acontece das 8h às 17h, já aos sábados e domingos, acontecerá das 7h às 19h.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *