De mãe para filho: empreendedorismo da venda direta atravessa gerações

Quando precisou sustentar a casa e dois filhos adolescentes após um divórcio, Maria do Socorro Queiroz, 57 anos, viu no modelo de venda direta uma oportunidade para reconquistar a independência financeira. A moradora de Custódia, Sertão de Pernambuco, não imaginava que, além de ser um exemplo de força e autoconfiança, também seria, anos depois, referência de trajetória profissional para os filhos. Gerente de Negócios na Natura, Jéssica Magalhães supervisiona, atualmente, 2 mil consultoras e afirma ter começado a atuar no segmento de cosméticos – e amar o ofício – por influência da mãe, Socorro.

“Acabamos de fechar o ciclo e o resultado foi maravilhoso. Sabe por quê? Porque vendemos com orgulho e com propósito. Levamos beleza e bem-estar para as pessoas. Trabalhamos criando uma transformação social”, afirma Jéssica. “Fico feliz por, além de ter conseguido criar meus filhos bem, ser uma boa referência para eles. De força, de empoderamento e de autoestima”, comenta Socorro, hoje também educadora no ensino público.

A história da família de Maria do Socorro não é única e se repete, com variações, por todo o Brasil. Mães que encontram na venda direta um caminho para ampliar a renda e os filhos que seguem os mesmos passos. Não à toa, o setor cresce a olhos vistos. Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Venda Direta (ABEVD), em 2020, a força de vendas cresceu 5,5%, ultrapassando 4 milhões de empreendedores independentes no Brasil.

O segmento gerou um volume de negócios de mais de R$ 50 bilhões, 10,5% maior do que em 2019. As mulheres constituem 58% da frente de vendas e os jovens, como Jéssica, somam 48% dos empreendedores independentes, adaptando as divulgações de produtos para as redes sociais, um fenômeno batizado pelo termo Social Selling.

Segundo Ithamar Guerra, diretor de Vendas da Natura no Nordeste, 90% da base de vendas da marca é composta por mulheres e são diversos os casos em que as consultoras influenciam os filhos e até outros familiares a empreender. “Elas experimentam com este trabalho a melhoria da qualidade de vida. Com isso, a adesão dos filhos termina sendo natural”, explica.

“Estimular o empreendedorismo em nossas consultoras e incentivá-las a crescer na atividade é parte do modelo de negócio da empresa”, sinaliza. Ithamar explica que a Natura mantém um plano de crescimento para que as profissionais recebam ganhos crescentes e mais benefícios de acordo com sua evolução em níveis – Semente, Bronze, Prata, Ouro e Diamante, além dos possíveis papeis como Líder de Negócios, Consultora Treinadora e Consultora Franqueada, referindo-se às lojas da marca Aqui Tem Natura, rede que conta hoje com 500 lojas franqueadas e 62 próprias, espalhadas por 234 cidades, em 24 estados brasileiros.

Uma das marcas mais atuantes neste modelo de negócios, a Natura demonstrou a resiliência da venda direta em 2020. A empresa viu as Consultoras de Beleza seguirem crescendo em produtividade graças à aposta em novas tecnologias, como a Revista Digital Interativa, que é compartilhada por WhatsApp e pela ferramenta Minha Divulgação, que permite às consultoras personalizar anúncios de acordo com o perfil de seus clientes. “Mas não buscamos automatizar as relações, pois o elemento humano é fundamental e não pode ser perdido”, finaliza Ithamar.

Sobre a Natura: Fundada em 1969, a Natura é uma multinacional brasileira de higiene e cosmética. Conta com mais de 1.8 milhão de consultoras na América Latina, sendo líder no setor de venda direta no Brasil. Faz parte de Natura &Co, resultado da combinação entre as marcas Avon, Natura, The Body Shop e Aesop.

A Natura foi a primeira companhia de capital aberto a receber a certificação de empresa B no mundo, em dezembro de 2014, o que reforça sua atuação transparente e sustentável nos aspectos social, ambiental e econômico. É também a primeira empresa brasileira a conquistar o selo “The Leaping Bunny”, concedido pela organização de proteção animal Cruelty Free International, em 2018, que atesta o compromisso da empresa com a não realização de testes em animais de seus produtos ou ingredientes.

Com operações na Argentina, Chile, Colômbia, Estados Unidos, França, México, Peru e Malásia, os produtos da marca Natura podem ser adquiridos com as Consultoras, por meio do e-commerce, app Natura, nas lojas próprias ou nas franquias “Aqui tem Natura”. Para mais informações, visite www.natura.com.br  ou acesse os perfis da empresa nas redes sociais: LinkedIn, Facebook e Instagram.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *