Periodontite é uma das principais causas da perda dos dentes

A doença influencia no desenvolvimento de patologias sistêmicas e pode ser evitada com bons hábitos de higiene oral

Sangramento na boca, mau hálito, dentes moles, inflamação e dores na gengiva são sinais característicos da periodontite. A doença se apresenta como uma evolução da gengivite (inflamação na gengiva) e é considerada uma das principais causas da perda de dentes na vida adulta, atingindo grande parte da população mundial. É preciso estar alerta, pois este problema de saúde bucal pode influenciar no desenvolvimento de outras patologias.

A periodontite é considerada uma doença infecciosa causada por bactérias que compromete os tecidos responsáveis por envolver, sustentar e proteger o dente. “O nosso dente é fixado no osso e em volta temos os ligamentos periodontais e tecidos gengivais. Na gengivite, a placa bacteriana fixa apenas no sulco gengival – espaço em que o dente encontra a gengiva. Já a periodontite, vai afetar toda a estrutura que dá sustentação ao dente”, explica a cirurgiã-dentista Camila Moura, da Due Clinic.

Os sintomas da gengivite e da periodontite se confundem, afinal, a doença periodontal se apresenta como um problema silencioso que, geralmente, se mostra de forma alarmante somente no estágio mais avançado da patologia. “Um dos sinais mais críticos da periodontite é quando há a perda de osso, expondo a raiz do dente e causando sensibilidade, movimentação, mobilidade e até a queda dos dentes. Por isso, é importante que nos primeiros sintomas de inflamação gengival, o paciente procure atendimento odontológico para que a doença não progrida”, continua.

As consequências da periodontite não se limitam apenas aos dentes. Estudos médicos mostram que a doença periodontal também está associada ao desenvolvimento de disfunções sistêmicas como doenças pulmonares, cardiovasculares e gastrointestinais. Isso acontece porque as bactérias presentes na boca se disseminam através da corrente sanguínea para o restante do corpo, deixando os órgãos mais fragilizados e propícios ao surgimento de outras patologias.

A principal causa da periodontite está relacionada a fatores genéticos. Porém, o desenvolvimento da doença pode ser evitado seguindo bons hábitos de higiene bucal. “É importante realizar a escovação corretamente após todas as refeições, fazer o uso do fio dental regularmente e manter as consultas de rotina ao dentista a cada seis meses. Quanto mais cedo o profissional identificar a periodontite no paciente, mais fácil será o controle da doença”, enfatiza a cirurgiã-dentista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.